Olint - 22 jul 2013 - 12:39

Factores chave

Printer-friendly versionSend to friendPDF version
  • Variedades

A eleição da variedade constitui um dos aspectos fundamentais para conseguir um bom resultado. Actualmente há três variedades de baixo vigor que representam a base destas plantações: ‘Arbequina’ eleição Agromillora, 'Arbosana' i-43 e 'Koroneiki' i-38. O número de variedades adaptadas ao sistema superintensivo ainda é pequeno, mesmo que nos próximos anos se preveja incorporar novos materiais genéticos procedentes do programa de melhoramento do departamento de I+D de Agromillora e dos programas em cooperação com a Universidade de Córdoba e outras instituições.

Variedades para o Sistema Superintesivo

  • Colheita mecanizada

Para a colheita são adequadas as mesmas máquinas de colheita empregues na vindima, e estas podem estar disponíveis durante o período de colheita das azeitonas. As máquinas não precisam de modificações, colhem até 98% dos frutos causando danos mínimos sobre o fruto e a árvore. Os rendimentos podem alcançar as 2 horas/ha e os custos de colheita oscilam entre 0,03-0,06 €/Kg. Este factor permite cortar com a imagem inicial de sistema próprio e exclusivo de grandes herdades ou grandes investidores, e converteu o cultivo superintensivo em mais uma alternativa a considerar pelo olivicultor tradicional. O superintensivo requer herdades com pendentes inferiores a 20% para permitir o deslocamento da máquina de colheita.

  • Qualidade genética e sanitária do material vegetal

Para a produção de plantas Olint utiliza-se material vegetal procedente dos nossos campos de planta mãe originados a partir de material inicial próprio, controlados a nível genético e sanitário. A disponibilidade de umas instalações de estufa para a sua manutenção em condições adequadas, a realização de controlos periódicos de pragas e doenças e o sistema de rastreabilidade aplicado em todo o processo de produção garantem a qualidade das plantas Olint.

 

  • Plantaçao mecanizada

É possível realizar a plantação com maquinaria de uma ou duas linhas com alinhamento mediante laser na qual se aplica um tratamento com herbicida de pré-emergência no momento da plantação. O rendimento de plantação para um equipamento composto por 5 pessoas é de 7000-9000 plantas/dia.

  •  Poda mecanizada

O sistema superintensivo permite mecanizar num elevado grau a poda contribuindo assim para reduzir significativamente os custos da exploração. No verão e de forma anual realiza-se o topping (corte da parte superior da árvore) a uma altura de 2,5 m e o corte dos ramos mais baixos para manter as ramas inferiores a uma altura de 60 cm. Estas duas podas são importantes para a manipulação da vegetação e além disso optimizam a colheita com a máquina.