2000. PORTUGAL, A REBOQUE DE ESPANHA

Printer-friendly versionSend to friendPDF version

A empresa cordovesa Todolivo foi a que promoveu a realização das primeiras plantações por parte de investidores portugueses no país vizinho. Desde então, até agora, em Portugal o número de plantações não parou de crescer. Os investidores locais e sobretudo espanhóis atraídos pelo ainda valor inferior da terra em comparação com Espanha, impulsionaram Portugal como um país a ter em conta na produção de azeite europeu para o futuro. O potencial de crescimento das novas plantações no país vizinho é muito alto, seguramente inclusive superior ao que têm países com produções muito mais elevadas como a Itália ou a Grécia.